SOS BARCA DOS LIVROS!

“Um país se constrói com homens e livros”. 

Lobato, em tempos politicamente corretos, acrescentaria, talvez, “mulheres” – homens, mulheres e livros. Mas certamente manteria o cerne de sua afirmação e crença: livros são essenciais para a formação e desenvolvimento das pessoas. Nisso também acreditamos, nós, os membros da Sociedade Amantes da Leitura, a organização não governamental, sem fins econômicos e de utilidade pública municipal e estadual, responsável pela criação e funcionamento da biblioteca comunitária Barca dos Livros, na Lagoa da Conceição, em Florianópolis. Inaugurada em 02 de fevereiro de 2007, a Biblioteca possui hoje um acervo de mais de 8.000 livros já catalogados e 3.000 em fase de catalogação, e desenvolve um programa mensal de incentivo à leitura, recebendo escolares e comunidade em geral, diária e gratuitamente. Desde a abertura temos mantido uma média de 1.800 visitantes/mês, provenientes não só da Lagoa da Conceição e região leste, mas de todo o município, da Grande Florianópolis e também do interior do Estado. Temos 2.300 leitores cadastrados a partir de outubro de 2007, 18.261 livros foram emprestados desde então, e 21.805 pessoas estiveram na biblioteca em 2008, participando de pelo menos uma das muitas atividades que oferecemos de terça-feira a domingo. Agora em 2009, já registramos a presença de 13.605 pessoas, até agosto. Nesses dois anos e meio de atividade, nossa biblioteca é referência na área do livro e da leitura, e presença constante na mídia local e nacional, por ser um projeto que já nasceu com a qualidade, o trabalho e o reconhecimento de especialistas. A Barca dos Livros recebeu em 2006 o 2° lugar no 11° Concurso FNLIJ/Petrobrás – Melhores Programas de Incentivo à Leitura junto a Crianças e Jovens de todo o Brasil e em 2007 foi finalista do Prêmio Viva Leitura (MinC/MEC e OEIAE e Grupo Santillana). Em 2008 foi reconhecida como “ação destaque” no II Fórum do Plano Nacional do Livro e da Leitura (PNLL/MinC) e I Encontro Internacional de Bibliotecas Comunitárias em São Paulo. Em 2009, recebeu o Prêmio Franklin Cascaes de Cultura, na área de Literatura, outorgado pela Fundação Municipal de Cultura Franklin Cascaes, de Florianópolis e já fomos oficialmente informados pelo Conselho Estadual de Cultura que receberemos a Medalha de Mérito Cultural Cruz e Souza, em solenidade que ocorrerá em novembro. Com exceção do primeiro, com o qual recebemos a quantia de R$ 7.000,00, os demais foram e são prêmios de estima, simbolicamente importantes pelo incentivo e destaque que concedem. Diante desses números e desses prêmios, da estrutura física do espaço com ambientes confortáveis e belos, diante da qualidade do acervo e das atividades de incentivo à leitura, e da inusitada proposta de uma biblioteca comunitária aberta a todos, é necessário explicar às pessoas as condições financeiras da Barca dos Livros: é grande a surpresa e o espanto quando tomam conhecimento de que não somos uma entidade governamental e que batalhamos mês a mês para mantermos a pequena equipe trabalhando, o aluguel do espaço e as demais contas pagas. A realidade de um projeto cultural permanente e contínuo como o nosso é difícil, porque as leis de incentivo à cultura, vigentes em nível federal, estadual e municipal, são voltadas para a realização de eventos e atividades com prazos e períodos delimitados, com começo, meio e fim pré-determinados. A adequação aos editais e programas culturais de empresas privadas ou de economias mistas também não é fácil, porque a maioria segue os modelos estatais ou privilegia programas de assistência em áreas de risco social. Os recursos que recebemos de maio de 2007 a dezembro de 2008 foram provenientes da renúncia fiscal do governo federal através da Lei Federal de Incentivo à Cultura/Minc (Lei Rouanet – Artigo 18): os incentivos que o Projeto Barca dos Livros recebeu da Eletrobrás, Eletrosul, BADESC, BRDE e Tractebel totalizaram 70% da captação autorizada, e as empresas tiveram desconto integral dos valores em seus impostos de renda. Somos muito gratos a elas, o Projeto continuou graças a esses parceiros, a quem continuamos solicitando apoio para a última etapa prevista: a compra e adequação de um barco, o eixo itinerante da nossa biblioteca. Em 2009, parecia-nos que, finalmente, o poder público estadual e o municipal começavam a reconhecer a importância da Barca dos Livros: o projeto apresentado em 2008 ao FUNCULTURAL foi aprovado com corte de verba, e os R$ 100.000,00 recebidos em março deste ano foram suficientes para a manutenção do projeto por 6 meses. Novos projetos, audiência pública na Câmara dos Vereadores, promessas, explicações, pedidos parcialmente atendidos através de subvenções temporárias: em março, R$ 10.000,00 do Gabinete do Deputado Edison Andrino; no mês de agosto, da Fundação Municipal de Cultura Franklin Cascaes, R$ 20.000,00, suficientes para um mês e meio de manutenção. Fomos contemplados com a subvenção de dois vereadores no orçamento municipal de 2009, nos valores de R$ 30.000,00 (João Batista Nunes) e R$ 10.000,00 (Juarez Silveira), e soubemos disso graças ao empenho da equipe do gabinete do Vereador Renato Geske. O Plano de Aplicação para essas subvenções foi encaminhado à Prefeitura Municipal e aguarda a liberação da verba pelo Prefeito Dario Berger. Aguardamos também a aprovação de um convênio com a Secretaria Municipal de Educação para o pagamento da locação do espaço onde está instalada a biblioteca. Também estamos esperando a resposta ao Projeto do FUNCULTURAL 2009, já aprovado pelo Conselho Estadual de Cultura, e que se encontra no Comitê Gestor da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte. (Mas as contas não aguardam, têm que ser pagas todos os meses…) Nesse meio tempo, participamos de 8 editais, enviamos 12 correspondências para empresas públicas e privadas, fomos contemplados no Edital do Ponto de Cultura em contrato a ser ainda assinado, mas, como manda o regulamento, o financiamento é para novas atividades, e a verba, claro, não pode ser investida nas atividades permanentes e manutenção da biblioteca. Nossa campanha de novos sócios e apoiadores, os proeiros, é contínua, assim como o trabalho de alguns voluntários, sem os quais seria impossível a realização de tantas atividades de incentivo à leitura. Mas um espaço com a qualidade da Barca dos Livros, referência nacional como biblioteca comunitária, não se mantém com trabalho voluntário, não se mantém sem um suporte financeiro estável e permanente. Temos um trabalho contínuo, com profissionais qualificados, com planejamento e planos de trabalho e é por isso que chegamos até aqui. Porque acreditamos ser a leitura um dos mais importantes fatores para o desenvolvimento comunitário e individual, porque a formação e a experiência pessoal e profissional de muitos de nós já nos afiançou que os livros em geral, e a literatura em particular, são decisivos na construção da subjetividade, no desenvolvimento de uma identidade coletiva, no acesso ao conhecimento, no enriquecimento do imaginário e na percepção da alteridade. Por isso continuamos a batalhar pela manutenção do projeto Barca dos Livros. Ao facilitar o acesso de crianças, jovens e adultos ao livro e à leitura, nosso Projeto atende às dimensões educativa, interativa e cidadã, na medida em que contribui para ampliar o conhecimento e a visão de mundo, possibilitando a formação de pessoas mais criativas e críticas, bem informadas cultural e politicamente, com pensamento autônomo, capazes de se comunicar e de interagir inclusivamente na sociedade. Não inventamos a roda, temos muitos exemplos, como o da experiência de Bogotá, a BIBLIO-RED, uma rede de bibliotecas – equipamentos culturais adotados pelo Estado com a participação da iniciativa privada e sociedade civil. Cada bairro com sua biblioteca comunitária. Estamos plantando essa semente aqui em Florianópolis e o que esperamos é ajuda para continuar trabalhando. Com parcerias reais, que se efetivem rapidamente, para não termos que fech
ar as portas.

Anúncios
Publicado em Notícias por Barca dos Livros. Marque Link Permanente.

Sobre Barca dos Livros

A Barca dos Livros é uma biblioteca comunitária, mantida pela Sociedade Amantes da Leitura, com sede na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, que defende a importância da leitura para o desenvolvimento comunitário e individual. Desde o ano de 2009 é reconhecida como Ponto de Cultura. Tem como missão facilitar o acesso ao livro e à leitura através do atendimento diário e gratuito à comunidade, promovendo a formação de leitores e de mediadores de leitura. Funcionamento: Terça-feira a sábado, das 14h às 19h. Telefone: 48 3879.3208 Contribua com a Barca dos Livros! Banco do Brasil, Ag. 3185-2 – CC 13.058-3. CNPJ 06 022 478/0001-07. Beneficiário Sociedade Amantes da Leitura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s